Archive for the ‘Lírico’ Category

delírios…

06out07

Cria eu que o texto, intimista, não cabia no espaço público este que também me conforta, conforma. Mas minha felicidade pelas respostas positivas do que tive a apresentar me fizeram reconsiderar. Tenho blogue, mas ele carece de textos recentes. Ponho aqui, pois, sem este espaço que me é tão grave, não teria eu as palavras […]


Sinfônica

09abr07

Quaisquer versos que escrevo: Música em pétalas de inconstância Transgênese da alma devoluta Que semeia o orvalho e a (breve) chama E faz brotar do silêncio Um compasso de amor Num concerto na lama *Provocação ao Sérgio: mais íntimo e revelador que um poema de adolescência? Se é livre, que seja livre pra lírica também!


Assim como o microcosmo que reflete o crônico e as mazelas A oportunidade estraçalha-se pelo conformismo e as vaidades Sob o lindo título da eficiência Déficit democrático Surda, cega e esbórnica Ausência Não há mais tempo para paciência e cordialidade Maldito seja o pernilongo que apenas zombe Queria tanto esmargar-te como um inseto Ver-te em sangue […]